Eurovision 2023 vai ser no Reino Unido

Eurovision 2023 vai ser no Reino Unido

EBU oficializa que o Eurovision de 2023 vai ao Reino Unido, vice-campeão. Ucrânia não poderá sediar.

A corporação europeia de emissoras públicas, EBU, informou pela manhã a aguardada notícia para muitos: será no Reino Unido o festival Eurovision em 2023. Isso se deve a impossibilidade da Ucrânia, campeã desta última edição, em sediar o festival – apesar de diversas tentativas e tratativas. O país campeão tem o direito de ser finalista automático, ao lado dos Bigs (Reino Unido, Alemanha, Espanha, França e Itália) e coproduzir o festival.

Kalush Orchestra apresenta Stefania, na final do Eurovision. Imagem: RAI/EBU.

É a primeira vez em décadas que uma intervenção, a ponto do país campeão não receber o festival, acontece. E será a primeira vez que os britânicos receberão o festival em 25 anos, curiosamente numa das últimas edições que contou com orquestras.

A corrida pela cidade sede já estava acontecendo nos bastidores: são nove cidades e as candidatas favoritas a receber são Londres e Liverpool (Inglaterra) e Glasgow (Escócia), que foi a cidade-sede do filme estrelado por Will Ferrell e Rachel McAdams na Netflix. Brevemente, a BBC e a emissora ucraniana revelarão juntas todos os detalhes, uma estreia para o festival: unindo elementos do campeão e do vice em um único show.

Apresentação de Husavik em Eurovision: O Filme. Imagem: Netflix

 

Enquanto isso, os países anunciam os preparativos de suas seleções: Sanremo e Benidorm já deram seus pontapés iniciais para a nova temporada.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: